Notícias

Motoboy inabilitado é preso após ciclista morrer atropelado na zona leste da capital

A motocicleta foi retirada do local do acidente antes da Polícia Militar chegar. O piloto da motocicleta foi submetido ao teste do etilômetro.

Por Lente Nervosa

quarta-feira, 23/06/2021 - 03:17
Motoboy inabilitado é preso após ciclista morrer atropelado na zona leste da capital

Porto Velho, RO – Manoel V. S. B., 20 anos, foi preso por policiais militares após gravíssimo acidente de trânsito ocorrido na noite desta terça (22), na Rua Antônio Violão, Bairro Tancredo Neves, zona leste da capital. A prisão do rapaz se deu após o atropelamento que resultou na morte do ciclista identificado como Auricélio Jerônimo Sussuarana, de 49 anos.

A reportagem apurou no local que Manoel pilotava a motocicleta Yamaha Factor pela Rua Antônio Violão e entre a Rua Aruba e Rua Alexandre Guimarães atingiu violentamente o ciclista Auricélio, que transitava em sentido contrário. Na forte colisão o ciclista bateu a cabeça no asfalto e, segundo uma testemunha, ficou inconsciente. Populares então acionaram e uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) rapidamente chegou ao local, prestando os imediatos primeiros socorros à vítima.

Quando os policiais militares chegaram ao local, a motocicleta YBR que era pilotada por Manoel já havia sido retirada do local pelo padrasto do piloto, conforme informações obtidas através de Boletim de Ocorrência Policial (BOP). O rapaz trabalhava como motoboy.

Tendo em vista o quadro de saúde do ciclista estar bastante grave, foi necessário o envio de uma Unidade de Suporte Avançado (USA), do Samu, que conta com um médico na equipe para ajudar no atendimento ao ferido. Todavia, após mais de meia hora de incansáveis atendimentos, com massagem cardíaca, intubação, balão de oxigênio e até mesmo uso de desfibrilador, Auricélio não resistiu à gravidade dos ferimentos. O corpo foi periciado e removido ao Instituto Médico Legal (IML).

O piloto da motocicleta foi submetido ao teste do etilômetro, sendo o resultado negativo para ingestão de bebidas alcoólicas. Os policiais do Batalhão de Trânsito constataram que Manoel não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Ele recebeu voz de prisão pelo crime de homicídio culposo de trânsito (quando não há intenção de matar).

1 Comentário

  1. Gherson disse:

    Não é acidente. Não é crime culposo. É doloso mesmo. Dirigir sem habilitação em uma motocicleta com documentação irregular, é crime doloso.

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email