Polícia

QUEBRADAS – Grávida fica sem atendimento por falta de ambulância no Samu e marido registra ocorrência

A mulher está com gravidez de risco e faltam ambulâncias do Samu para atender demanda em Porto Velho

Por Lente Nervosa

quinta-feira, 13/05/2021 - 10:49 • Atualizado 10:51
QUEBRADAS – Grávida fica sem atendimento por falta de ambulância no Samu e marido registra ocorrência

Porto Velho, RO – Na noite desta quarta-feira (12), um homem de 32 anos registrou ocorrência após sua mulher não ter recebido atendimento por parte de equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A mulher está com gravidez de risco e faltam ambulâncias do Samu para atender demanda em Porto Velho

Informações são de que a mulher precisava ir até à Maternidade Municipal Mãe Esperança, no Bairro Embratel, e seu marido ligou para o 192 (Samu), solicitando uma ambulância para que fosse feito o transporte, todavia, a atendente informou que naquele momento não havia nenhuma ambulância disponível para atender à grávida, pois todas estavam em atendimento pela cidade.

O marido conseguiu, por meios próprios, levar a mulher até à Maternidade Municipal, que fica ao lado do Samu. O homem afirmou que foi até a sede do Samu e avistou várias ambulâncias estacionadas no pátio. Ao questionar um servidor do local sobre o motivo de terem lhe dito pelo telefone que não havia ambulância para atendimento, o solicitante disse que o servidor não soube lhe explicar o motivo do não atendimento à sua esposa e saiu em uma ambulância.

LEIA MAIS: Samu quadruplica atendimentos durante a pandemia em Porto Velho

Ambulância do Samu se envolve em acidente em cruzamento na zona leste

Os policiais foram até o Samu e conversaram com uma servidora, sendo informados que no momento em que o marido da gestante fez a solicitação do atendimento, todas as ambulâncias estavam em atendimento e das quatro que estavam no pátio, a única que estava funcionando não possuía maca. As outras três estavam desativadas por problemas mecânicos.

A guarnição então registrou ocorrência de “Omissão de Socorro”, ainda no local. É de conhecimento público que faltam ambulâncias do Samu para atender toda a demanda em Porto Velho e distritos,  e a população sofre com a demora e até mesmo falta de atendimento por falta de ambulância, seja vítima de acidente, ou algum outro tipo de resgate que necessite um veículo do Samu.

Leia mais sobre:

Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email