Brasil

Governo envia 600 mil testes rápidos para o MA depois de cepa indiana

A informação foi divulgada pelo ministro Marcelo Queiroga em entrevista à imprensa neste sábado (22.mai).

Por Poder 360

domingo, 23/05/2021 - 13:33
Governo envia 600 mil testes rápidos para o MA depois de cepa indiana
Ministro da Saúde, Marcel Queiroga durante entrevista no ministério da Saúde sobre a compra de remédios para intubação e chegada de novas vacinas e insumos (IFA). Sérgio Lima/Poder360 21.04.2021

O Ministério da Saúde enviará 600 mil testes rápidos de detecção da covid para o Maranhão neste domingo (23.mai.2021). O objetivo é aumentar a testagem no Estado em pontos estratégicos para realizar um bloqueio para tentar conter a variante indiana no país.

A informação foi divulgada pelo ministro Marcelo Queiroga em entrevista à imprensa neste sábado (22.mai).

O Maranhão registrou 6 casos da cepa B.1.617, identificada na Índia, em passageiros do navio Mv Shangon Da Zhi, ancorado no Estado. Um dos tripulantes, um indiano de 54 anos, está intubado em estado grave em hospital da rede privada de São Luís.

VIGILÂNCIA GENÔMICA

Queiroga explicou que a prioridade, no momento, é realizar a vigilância da variante, o rastreamento e bloqueio sanitário no Maranhão para impedir uma transmissão comunitária da cepa indiana.

Para isso, os testes rápidos de antígenos serão utilizados em pessoas assintomáticas e sintomáticas. Os locais de testagem e abordagem serão em aeroportos, rodoviárias, locais de grande movimentação e nas e vias de acesso em São Luís e demais municípios maranhenses.

Caso o teste dê positivo, a pessoa será encaminhada para fazer o exame RT-PCR com identificação da cepa. O paciente será monitorado e deverá cumprir o isolamento de 14 dias na residência.

2,4 MILHÕES DE TESTES PARA OUTROS ESTADOS
O ministério da Saúde informou que 2ª feira (24.mai) terá uma reunião com o Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde) para pactuar a distribuição de 2,4 milhões de testes rápidos para outros Estados brasileiros.

Marcelo Queiroga disse que, no momento, a prioridade deverá ser enviar estes exames para cidades em região de fronteira, principalmente com a Argentina e Paraguai, para monitoração da variante.

MONITORAMENTO EM SÃO PAULO

Em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, o Ministério da Saúde iniciará, na próxima semana, um monitoramento e testagem em São Paulo.

Os pontos de testagem rápida serão instalados no Terminal Rodoviário Tietê, com foco nos ônibus e veículos com origem do Maranhão, e nas principais rodovias de acesso à cidade, como a Fernão Dias e a Dutra.

A Anvisa também informou que aumentará a vigilância nos aeroportos e o reforço para o uso correto de máscaras e para a higienização das mãos.

Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email