Política

PROBLEMAS PSICOLÓGICOS – Em documento, PROS pede que Geraldo da Rondônia seja afastado e avaliado por Junta Médica

Segundo o PROS, Geraldo da Rondônia vem demonstrando sinais desses sintomas de desequilíbrio psicológico, fato que vem arranhado a imagem da Assembleia Legislativa.

quarta-feira, 12/05/2021 - 14:21 • Atualizado 15:03
PROBLEMAS PSICOLÓGICOS – Em documento, PROS pede que Geraldo da Rondônia seja afastado e avaliado por Junta Médica

Uma representação impetrada pelo Partido Republicano da Ordem Social – PROS, na Assembleia Legislativa de Rondônia – ALE/RO nesta última terça-feira (11) requer o afastamento cautelar do deputado Geraldo da Rondônia.

De acordo com o documento encaminhado pelo partido, Geraldo da Rondônia mostra visível sinal de descontrole emocional que pode ter sido desencadeado após um procedimento cirúrgico de redução de estomago feito pelo deputado.

“Sabido é que Geraldo da Rondônia se submeteu a procedimento bariátrico conhecido como baypass. Uma pesquisa feita pelo Centro Médico da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, mostra que pessoas submetidas à cirurgia bariátrica têm invariavelmente alteração de suas capacidades psíquicas com aumento de propensão a doenças e comorbidades, a exemplo: alcoolismo, ansiedade e depressão, perda da autoestima, transtornos, compulsões, etc”, afirmou o PROS em sua representação.

Segundo o PROS, Geraldo da Rondônia vem demonstrando sinais desses sintomas de desequilíbrio psicológico, fato que vem arranhado a imagem da Assembleia Legislativa, motivo que já dá como necessário o seu afastamento até o final de seu processo de perda do mandato.

Geral da Rondônia é denunciado no Conselho de Ética por Desacato a servidor público e invasão de repartição pública, agressão, atentado ao puder e crime contra a honra, condenação em segundo grau pelo crime sonegação fiscal, cometimento de crime mediante a propagação de germes patogênicos, abuso de autoridade e lesão corporal.

“O afastamento do parlamentar deve ser interpretado no momento em que está inserido. Quanto a tudo o mais, os parlamentares estão sujeitos a regras que valem para todo mundo – assim é uma República”, alega o PROS em seu documento.

O pedido do PROS é para que Geraldo da Rondônia se afaste do mandato até que se submeta a uma avaliação da junta médica da Casa de Leis para verificação de suas capacidades mentais atuais.

O PROS ainda apresentou um comparativo recente onde o deputado federal Daniel Silveira foi afastado de seu mandato após gravar um vídeo proferindo ameaças contra o STF.

O pedido deverá ser apreciado na ALE/RO nas próximas semanas.

Fonte: JH Notícias

Leia mais sobre:

Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email