quarta-feira, 24 de julho de 2024
Search
Close this search box.

Regionalismo e tradição marcam o quarto dia no Arraial Flor do Maracujá

O evento reuniu apresentações emocionantes que encantaram o público.

O regionalismo tomou conta do Arraial Flor do Maracujá na segunda-feira (24), noite de São João, com quadrilhas juninas, trazendo temas que exaltam a cultura e as tradições de Rondônia. O evento reuniu apresentações emocionantes que encantaram o público.

Publicidade

A noite começou com a Quadrilha Luar do São João, que participa pela primeira vez do Arraial no grupo de acesso, representando o Residencial Morar Melhor. Com o tema “Os caminhos do Morar faz o melhor lugar do São João”, a quadrilha apresentou 28 pares de dançarinos. O presidente Venis Andrade expressou a emoção de se apresentar pela primeira vez. “Trazer as crianças do Residencial Morar Melhor para a arena é uma experiência incrível e muito emocionante para todos nós. Eles se dedicaram muito para entregar um bom resultado”, afirmou.

Quadrilha Junina Girassol comemorou seus 20 anos de história

A Quadrilha Nova Junina do Orgulho, do Residencial Orgulho do Madeira, trouxe o tema “Txai Suruí – Uma Rondoniense que conquistou o mundo”. A presidente da agremiação, Vanessa Marães Carvalho ressaltou sobre a mistura de culturas. “Trouxemos as tradições e lutas dos povos indígenas no tema deste ano, através da figura da Txai. Nossa apresentação foi linda, com um tema bem regional que nos representa.”

Publicidade

Em seguida, a Quadrilha Junina Girassol comemorou seus 20 anos de história na

Junina Tradição trouxe o tema Belas Artes para a arena

Arena do Flor do Maracujá, com o tema “Sonho de Amor”, revisitando os principais temas de suas apresentações passadas e homenageando o Estado de Rondônia. A diretora da quadrilha, Maiara Geyce  destacou que mostrar a história da quadrilha em um “Sonho de Amor”, é um orgulho. “Este ano estamos bem mais organizados e preparados para melhorar nossa colocação, que em 2023 foi o 10º lugar”, pontuou.

ARTES DO NORTE

A última quadrilha da noite foi a Junina Tradição, do Bairro Cidade Nova, que trouxe o tema “Belas Artes”. A apresentação foi uma viagem pelas artes da região Norte do país, com muitas cores, poesia, música e arte circense. Lucas Lima, noivo e presidente do grupo, salientou sobre a escolha do tema: “Queríamos homenagear a riqueza das artes do Norte, mostrando como nossa cultura é diversa e vibrante. Foi um momento muito especial para todos do grupo, assim pudemos apresentar a nossa expressividade, através da arte,” destacou.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais de

Não temos mais notícias para mostrar.