Entretenimento

Juliette se arrepende de encontro marcado na web: “Levantei possuída”

Campeã do BBB21 participou do Que História É Essa Porchat e relembrou episódio bizarro com paquera

Por Metrópoles

quinta-feira, 05/08/2021 - 16:54
Juliette se arrepende de encontro marcado na web: “Levantei possuída”

Juliette Freire participou do mais recente episódio do Que História É Essa Porchat, do GNT, ao lado da influenciadora Pequena Lô e da jornalista Ana Paula Padrão, e se abriu sobre um episódio bizarro que sofreu cerca de cinco anos antes de entrar do BBB21. Ela revelou que conheceu um rapaz pelas redes sociais e resolveu marcar um encontro, em frente a casa dela, para ter certeza de que valeria sair em um encontro mais sério com ele depois.

“Eu solteira como sempre, na luta. Tava de paquerinha com o rapaz bem bonitinho. Tem mais de 5 anos. Eu paquerando no Instagram, um cara bem bonitinho começou a mandar direct, ai eu: ‘Caramba, acho que vale a pena conhecer’. Só que eu esperta: ‘Eu tenho medo de encontros em lugares não movimentados então vou marcar um encontro em que eu possa estar segura’. Ai eu falei com o meu porteiro: ‘Severino, é o seguinte, eu vou conhecer um rapaz, ele vem ai, vou marcar na hora do almoço porque você vai ficar lá olhando, se eu gostar eu marco alguma coisa.”

Ao começarem a conversar, a maquiadora ficou chocada com as coisas que o homem falava. Ela até pensou que pudesse ser uma pegadinha organizada pelos amigos, mas não era.

“Ai ele chegou, eu toda simpática, quando eu fui dar dois beijinhos ele já tentou me beijar. Ai eu: Epa, como assim?’. Fui tirar uma gracinha, né: ‘Falei, não tem nenhuma conversinha, e tal’. Ele já ficou irritado: ‘Vim ali de Patos, peguei mulher com força’. (…) Ai eu pensei: ‘Meus amigos tão me trollando, combinaram com esse cara porque eu sou feministazona, eu não deixo ninguém falar nada que eu não concordo, eu respondo tudo. Eu acho que meus amigos queria ver se eu ia peitar’. Se eu tivesse certeza que era só um babaca eu teria dito: ‘Ah, vai a merda’ e saia”, continuou.

“Ai ele: ‘Não, é porque eu gostei de você. No Instagram você é bonitinha’ e me olhou dos pés a cabeça. Ai foi o pior, ele olhou pra mim: ‘E mais magra também’. (…) Cara, eu levantei possuída: ‘Ele é louco mesmo, não vou mexer’. Todos os piores adjetivos eu falaria, mas pra mim ele era louco mesmo.”

Juliette conta que uns meses depois conseguiu se vingar do cara. Cheguei na festa toda produzida, bem gatona. Eu piso na festa o primeiro cara que eu vejo é ele. Ai eu disse: ‘Agora eu desconto’. Ai cheguei lá ele tava num circulo de amigos bebendo, bem ‘heterop’, machão. Eu vi que ele tava um pouco bêbado já, ai eu chamei as meninas e falei: ‘Vem aqui agora que a gente vai escorraçar esse cara’. (…) Ai eu fiz: ‘Rapaz, eu te conheço de algum lugar’, ai ele: ‘É?’ todo se achando. Ai eu fiz: ‘Acho que é do Instagram, mas no Instagram tu é mais bonito’. (…) Me vinguei bem vingado.”

Leia mais sobre: ,

Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email