Rondônia

Entre sexta e sábado Porto Velho vacinou mais de 7.700 pessoas

O ponto de vacinação também atendeu quem buscou pela segunda dose do imunizante da AstraZeneca, de acordo com o prazo recomendado pelo Ministério da Saúde (MS).

Por Rondoniagora

domingo, 01/08/2021 - 20:45
Entre sexta e sábado Porto Velho vacinou mais de 7.700 pessoas

Centenas de moradores do bairro Marcos Freire e região, na zona Leste de Porto Velho, foram imunizados contra a Covid-19 em mais uma ação da Prefeitura. Desta vez, a estrutura foi montada na Escola Marcelo Cândia, atendendo o grupo acima de 25 anos.

De acordo com a gerente de Imunização da Semusa, Elizeth Gomes, ao fim da ação deste sábado (31) foram contabilizadas 1.100 doses aplicadas. Já o balanço da sexta-feira (30), somam 6.638 doses, deste total 2.500 somente no drive-thru, realizado na sede da Prefeitura.

Segundo a enfermeira Oziane Alves, da Divisão de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), foram disponibilizadas na Escola Marcelo Cândia nove salas, 20 vacinadores e operadores que somam cerca de 100 pessoas envolvidas. “A gente quer imunizar toda a população em idade vacinal contra essa doença. Por isso, estamos nos aproximando cada vez mais do nosso público”, disse.

O ponto de vacinação também atendeu quem buscou pela segunda dose do imunizante da AstraZeneca, de acordo com o prazo recomendado pelo Ministério da Saúde (MS).

Jovens comemoram

Três dias após completar 26 anos, a servidora e advogada Gabrielle Bisiesto da Silva Federigi foi uma das primeiras a receber o imunizante. De acordo com ela, foi um ano de muitas perdas de pessoas muito próximas e luta. “É um momento de muita emoção e gratidão. Eu não esperava que pudesse acontecer ainda neste ano e não tenho explicação para este sentimento de agora, enfim, estar vacinada. É um misto de felicidade e surpresa”, disse.

Rodrigo Gabriel Martins Jardim, um jovem empresário, contou que já chegou a fazer seis testes de Covid-19 e nenhum deu positivo. Por ter pneumonia, em meio a uma pandemia, há um fator que preocupa ainda mais. “Estou muito feliz com o avanço na vacinação e, agora, há uma paz, principalmente por trabalhar com atendimento ao público diariamente. Agora é esperar a segunda dose”, disse otimista.

Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email