segunda-feira, 4 de março de 2024
Search
Close this search box.
Publicidade

‘Chega de frescura, de mimimi. Vão ficar chorando até quando?’, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar estados que decidiram adotar medidas de restrição para tentar conter a alta de hospitalizações por Covid-19. Para Bolsonaro, o país precisa parar com ‘”frescura”  e “mimimi” e enfrentar os problemas.”Temos que enfrentar nossos problemas. Chega de frescura, de mimimi, vamos ficar chorando até quando? Respeitar obviamente os mais idosos, aqueles que tem doenças. Mas onde vai parar o Brasil se nós pararmos?”, disse Bolsonaro em evento em Goiás.

Publicidade


Decisões que têm sido tomadas por governadores e prefeitos é alvo de críticas por Bolsoanro desde o início da pandemia. Presidente insiste que medidas de restrição causam mais prejuízo para a economia que soluções para diminuição de casos, ao contrário do que aponta dados científicos sobre as medidas de restrição no que se refere a pressão nos hospitais.


Publicidade

Durante o pronunciamento, o presidente disse que Supremo Tribunal Federal castrou sua autoridade e que as políticas de restrição de circulação são uma forma “ignorante, burra e suicida” de combater o coronavírus.


Na quarta-feira (3), o país bateu mais um recorde diário, com 1910 mortes em um dia, chegando a 259.271, cerca de 10% de todas as mortes por Covid-19 ocorridas no mundo. “Até quando vão ficar dentro e casa, até quando vai se fechar tudo? Ninguém aguenta mais isso. Lamentamos as mortes repito, mas temos que ter uma solução”, afirmou. “Eu apelo aqui, já que me foi castrada a autoridade, para que governadores e prefeitos repensem a política do fechar tudo. O povo quer trabalhar.”

Fonte: Veja

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais de

Não temos mais notícias para mostrar.