Rondônia

Prefeitos presos pela Polícia Federal em Rondônia são transferidos para presídios em Porto Velho

sexta-feira, 02/10/2020 - 22:05 • Atualizado 10/05/2021 - 21:37
As prefeitas Gislaine Clemente (São Francisco do Guaporé), Glaucione Maria Rodrigues Neri (Cacoal) e os prefeitos Luiz Ademir Schock (Rolim de Moura) e Marcito Aparecido Pinto (Ji-Paraná), além do marido de Glaucione , o ex-deputado Daniel Neri, foram presos pela Polícia Federal, em Rondônia, durante a Operação Reciclagem, ocorrida na última sexta-feira (25). 

A Polícia Federal, juntamente com o Ministério Público pela Procuradoria Geral de Justiça, desencadeou as investigações para investigar supostos crimes contra a administração pública. Além das prisões, foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão, contando com o apoio de aproximadamente 70 policiais federais divididos em 22 equipes nas cidades de Ji-Paraná, Cacoal, Rolim de Moura e São Francisco do Guaporé. 
A investigação durou cerca de 10 meses, com início em dezembro de 2019, contando com a colaboração de um empresário que denunciou ilícitos referente exigências de recebimento de dívidas pela prestação de serviços ao poder público. No decorrer das investigações, foram juntadas filmagens em que os prefeitos apareciam recebendo milhares de reais em dinheiro vivo. 
O nome da operação, “Reciclagem”, remete ao ramo de atividades da empresa envolvida no caso e origem dos recursos ilícitos, sendo decretado sigilo nas investigações pelo Tribunal de Justiça que cuida do caso. 

Fonte: Lente Nervosa
Leia mais sobre:

Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email